4.11.05

Lachenmann: 70 anos

No próximo dia 27 de Novembro o compositor Helmut Lachenmann celebra o seu 70° aniversário. As homenagens à sua obra têm-se sucedido pela Alemanha e fora dela. Chegou a vez da Folkwang Hochschule Essen dedicar um concerto ao "inventor" da música concreta instrumental. Mouvement (-vor der Erstarrung) (1982-84) para ensemble vai ser interpretada. É uma das obras de referência no catálogo de Lachenmann. O seu final, caracterizado pelo perpetuum mobile que atravessa todos os instrumentos, é uma das várias citações/evocações que atravessam a peça. Neste caso a evocação é a do final "grandioso" e virtuoso das obras românticas e clássicas. Na parte central surge a enigmática citação da canção popular "O du lieber Augustinus". Como em muitas outras ocasiões ao longo da sua obra esta citação não é reconhecível através da audição da peça. Da melodia original restam apenas o ritmo marcado na partitura como HS (Hauptstimme) e por sons sem altura definida nos instrumentos de sopro, percussão e cordas. Este aspecto, o da distanciação entre a génese da obra e o resultado final, é algo de controverso, pois conduz-nos à ideia de intimidade: a esfera privada, o imaginário e as associações do compositor por oposição ao que é de todos, ao universal. Mas esse é talvez apenas mais um dos aspectos que fazem a obra de Lachenmann tão interessante, polémica, provocadora. Possivelmente, como a de todos os grandes músicos.

Parabéns Sr. Lachenmann.

L.

PS: Ao João, que também faz anos no mesmo dia: Parabéns!!

2 Comments:

Anonymous João Miguel Pais said...

Obrigado, mas das minha perspectiva o Lachenmann é que faz anos no mesmo dia que eu.

Mas sim, Mouvement é mesmo uma das suas obras mais representativas, onde se pode ouvir e ver bastante claramente a ideologia própria do compositor em relacao à tradicao e à sua assimilacao pela cultura musical (alema) actual. Nao só a questao da MCI, mas também como os materiais e discurso musical sao postos a nú, e a sua simbologia "quasi-acústica" esvaziada de conteúdo - os tais movimentos em perpetuum mobile que nao levam a lado nenhum, como se estivessem exactamente "vor der Erstarrung", um momento antes da sua paragem (a palavra é difícil de traduzir, poder-se-ia dizer parálise ou solidificacao).

Vale a pena mencionar a estréia do Concertini em Oslo pelo Modern e que segue uma tournée pela Europa.

06 novembro, 2005 05:39  
Blogger Decompositor said...

Ainda não ouvi a nova peça. Foi estreada em Lucerne. Encontrei isto na net sobre a peça (em alemão):
http://www.beckmesser.de/komponisten/lachenmann/concertini.html

Erstarrung pode ser também traduzido por estupefacção.

Também acho que o Lachenmann é q faz anos no mesmo dia que tu :)

L.

06 novembro, 2005 13:57  

Enviar um comentário

<< Home